SAÚDE

Israel será o primeiro país a suspender todas as restrições para COVID a partir de junho
A prova de vacinação não será mais exigida para ingresso em diversos locais e os limites de lotação em lojas, restaurantes e outros locais serão suspensos.


Vista da cidade de Jerusalém com destaque para a Cúpula da Rocha ou Domo da Rocha/Foto: Divulgação

Coincidindo com o programa piloto para permitir que os primeiros grupos de turistas vacinados visitem Israel, o Ministério da Saúde israelense anunciou que, a partir de terça-feira, 1º de junho, todas as restrições restantes ao coronavírus serão suspensas. Isso ocorreu após a quase eliminação do COVID-19 no país, como resultado de seu programa de vacinação bem-sucedido.

A prova de vacinação não será mais exigida, a partir de 1º de junho, para ingresso em diversos locais, e os limites de lotação em lojas, restaurantes e outros locais serão suspensos. Não haverá mais limites para reuniões, dentro ou fora de casa. Israel está voltando à rotina!

A exigência de usar máscaras em ambientes fechados continua em vigor pelas próximas duas semanas, pelo menos, enquanto os especialistas em saúde avaliam se devem abolir essa diretiva também.
As regras que regem as viagens internacionais também permanecem intactas.

O número atual de casos diários de Israel (com base em uma média semanal) caiu de 8.600 no pico da crise de saúde para apenas 27 nesta semana, com 510 infecções ativas.

Saiba mais: Click aqui




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






SAÚDE  |   12/02/2021 10h25


SAÚDE  |   09/11/2020 12h58